NÓS SOMOS INCONFORMADOS… MAS POR QUE? O MEJ EXPLICA!

Descrição: O Movimento Empresa Júnior vem crescendo no país durante os últimos anos, capacitando alunos universitários de diversas áreas de conhecimento para o mercado empreendedor, como também elevando cada vez mais um Brasil inovador.

A Lotus Jr. é uma Empresa Júnior (EJ) e se você está lendo isso, deve seguir um raciocínio baseado na estrutura de uma empresa sênior atuante no mercado, então possivelmente imagina que uma Empresa Júnior se guia pela sua missão, visão e valores (MVV), mas será que uma Empresa Júnior é tão parecida assim com uma empresa sênior?

A resposta é NÃO! Uma Empresa Júnior compartilha de MVV, mas o nosso diferencial é que acreditamos em um propósito construído em rede e somos a resposta para o Brasil. E qual seria nosso propósito? Por que nós existimos? O que respondemos para o Brasil?

Para responder essas perguntas e principalmente entender o porque de Empresas Juniores serem inconformadas, o Movimento Empresa Júnior (MEJ) tem um papel fundamental na composição dessas respostas e por isso será contado a história do MEJ.

MAS O QUE É E QUANDO SURGIU O MOVIMENTO EMPRESA JÚNIOR?

O MEJ assim nomeado Movimento Empresa Júnior teve início na Europa na década de 60, com o surgimento da ESSEC – L’École Supérieure des Sciences Economiques et Commerciales em Paris – FR. A EJ foi fundada por estudantes da graduação de Ciências Econômicas e Comerciais com intuito de proporcionar aos jovens universitários um espaço de atuação profissional para praticar os conhecimentos adquiridos na Universidade.

Com o sucesso advindo dessa Empresa Júnior, em pouco tempo várias EJs foram criadas pela Europa e em 1986 foi criado a JADE, confederação europeia das empresas juniores composta por representantes dos países França, Alemanha, Bélgica, Holanda e Itália.

O movimento cresceu aceleradamente e no ano seguinte, 1987, o MEJ chegou ao Brasil, por meio do apoio de João Carlos Chaves, que orientou estudantes do curso de administração da Fundação Getúlio Vargas – SP a fundarem em 1988 a EJFGV, nascendo então a primeira Empresa Júnior brasileira.

No final da década de 80 o MEJ brasileiro começou a ganhar força no estado de São Paulo e então a fundação da FEJESP – Federação das Empresa Juniores do Estado de São Paulo aconteceu em 1990. Três anos depois ocorre o primeiro Encontro Nacional de Empresas Juniores (ENEJ) do Brasil, que foi sediado em São Paulo e marcou a história com a presença de empresários juniores de várias partes do país.

Outra passagem importante na história foi em 2003, com a fundação da Brasil Júnior (BJ), que é a confederação das Empresas Juniores durante o ENEJ em Salvador – BA. Nesse momento o MEJ nacional tinha crescido muito e o auge do reconhecimento do movimento foi quando em 2006 a lei empresa júnior foi assinada pela ex-presidente Dilma Rousseff.

Com todo o crescimento e reconhecimento do MEJ, se fez necessário refletir sobre o futuro e o rumo do movimento no Brasil, então em 2009 foi criado o primeiro Planejamento Estratégico (P.E) com intuito de orientar os próximos passos de maneira alinhada com a rede, composta por todas as Empresas Juniores confederadas. Essa é a história com seus marcos importantes que o MEJ trás, mas ainda falta apresentar o porquê de sermos inconformados, certo? O P.E da Rede foi elaborado para ampliar o impacto das Empresas Juniores no Brasil, levando os serviços das EJs para ajudar a população e entregar soluções para problemas que empresários e microempreendedores possam ter. Além disso, somos jovens universitários com vontade de transformação, então buscamos sempre a melhor educação, melhores representantes políticos, melhores condições de trabalho e principalmente o compromisso com a verdade, portanto somos inconformados com a realidade em que vivemos nesses aspectos e por isso o Brasil precisa do MEJ, para podermos transformar o espaço onde estamos inseridos e fazer a mudança necessária no país.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *